Crianças

Como fortalecer a imunidade da criança

Sobre o estado de imunidade da criança deve cuidar de seu nascimento. A melhor maneira de mantê-lo, claro, é a amamentação. Infelizmente, isso nem sempre é suficiente. Ao crescer, muitas crianças muitas vezes começam a pegar resfriado e adoecer, especialmente para aqueles que estão no grupo pela primeira vez. A imunidade pode enfraquecer por várias razões, sua condição é muito influenciada pelo estilo de vida da criança, seus hábitos alimentares e estado emocional, e a situação ambiental desempenha um papel significativo nisso.

Sinais de baixa imunidade

Cada pai pode avaliar o estado de imunidade de seu bebê, porque não requer nenhum teste especial e estudos complexos. Vários fatores indicam o enfraquecimento das defesas do corpo:

  • Doenças freqüentes. Se uma criança está doente mais de seis vezes por ano, e não apenas durante períodos de epidemias, se suas doenças são graves e acompanhadas de complicações, sua imunidade é provavelmente reduzida. Além disso, doenças catarrais ou virais que passam sem febre podem indicar sua diminuição. Neste caso, o corpo simplesmente não é capaz de fornecer a resistência necessária à doença.
  • Fadiga constante e letargia. Fadiga desnecessária e letargia constante, especialmente acompanhada de palidez do rosto e a presença de círculos sob os olhos, podem falar da necessidade de aumentar a imunidade em crianças.
  • Linfonodos inchados. Com baixa imunidade em crianças, quase sempre há um aumento dos gânglios linfáticos na virilha, axilas e pescoço. Geralmente eles são macios ao toque e não causam muito desconforto.
  • Reações alérgicas, falta de apetite, disbiose, perda de peso, diarréia freqüente ou, inversamente, constipação e erupções herpéticas regulares.

Formas de fortalecer o sistema imunológico

Os principais aliados da boa imunidade de uma criança são: atividade física, dieta balanceada, modo adequado e estabilidade emocional. Portanto, a fim de criá-lo para crianças, é necessário:

  • Nutrição adequada. A dieta da criança deve ser sempre variada e equilibrada. Todos os dias pelo menos uma fruta fresca ou vegetal deve estar presente. Para imunidade, a criança precisa de vitaminas A, C, E, B, D, potássio, magnésio, cobre, zinco, iodo. Tente dar às crianças com mais frequência mel, cranberries, verduras, fígado, cebola, frutas secas, nozes, legumes, caldo de rosa brava, grãos integrais, laticínios, cereais, frutas cítricas, peixe, carne, etc.
  • Atividade física. Para as crianças, a atividade física é muito importante. Com o menor, você pode fazer regularmente os exercícios mais simples. As crianças mais velhas devem ser gravadas em círculo, pode ser dança, luta livre, ginástica, etc. Muito útil para fortalecer a imunidade na piscina infantil.
  • Passeios diários. Ar fresco e sol são os melhores ajudantes na manutenção da saúde do seu bebê. Todos os dias na rua, a criança deve ter cerca de duas horas.
  • Endurecimento. Recomenda-se começar a moderar uma criança desde o nascimento, mas isso deve ser feito com cuidado e gradualmente. Para recém-nascidos basta organizar banhos de ar regulares e tente não envolvê-los muito duro, tanto em casa e em uma caminhada. As crianças mais velhas podem ser esfregadas com uma esponja úmida, reduzindo gradualmente a temperatura da água. Mais tarde você pode tentar uma ducha com uma pequena diferença de temperatura, etc.
  • Rotina diária. Isso ajudará a melhorar a imunidade da criança no horário correto, com uma relação ponderada com o estresse. O garoto deve manter-se, malhar, andar e relaxar. Tente manter todos os seus assuntos em uma certa seqüência e aproximadamente ao mesmo tempo. Especial atenção deve ser dada ao sono, pois tem grande influência no estado do sistema nervoso e no bem-estar geral da criança. A duração do sono depende da idade da criança, em média, os recém-nascidos devem dormir 18 horas, os mais velhos, cerca de 12 anos, pré-escolares e escolares - cerca de 10.

Além de todas as ferramentas acima, para aumentar a imunidade da criança, muitos tomam drogas imunoestimuladoras ou imunomoduladoras. No entanto, com o seu uso, é necessário ter muita cautela, pois com o uso não sistemático de tais drogas, podem ocorrer distúrbios graves do sistema imunológico, que muitas vezes se revelam muito piores do que os constantes resfriados. Portanto, qualquer medicamento para melhorar a imunidade deve indicar apenas um especialista. Remédios populares seguros podem ser uma boa alternativa aos medicamentos, mas também devem ser tomados após consulta com o médico.